Por que não dormem os gatos, Fernanda Freitas

Por que não dormem os gatos?, por Fernanda Freitas

‘Por que não dormem os gatos?’ é um livro que surge na sequência do trabalho de Fernanda Freitas na Associação Nuvem Vitória, que fundou em 2016. Tem ilustrações de Sérgio Condeço e vai ensinar as crianças a dormirem bem. E os gatos também!

Pensar que “o segredo é sermos felizes no voluntariado que fazemos” aliado ao facto de acreditar que “o sono será em breve um problema social” levou Fernanda Freitas a descobrir um lugar no mundo da solidariedade.

Fundou a Associação Nuvem Vitória quando, ao abrir a sua empresa, deixou de ter tempo para contar histórias às crianças internadas em hospitais, algo que fazia desde sempre. “Fiquei com que parte do dia livre? Curiosamente as horas em que, segundo a minha experiência mãe, funcionam melhor as histórias, ou seja, à noite.” começa por explicar. “Por que é que temos a hora do conto durante o dia, quando contar histórias à noite tem um efeito calmante e às vezes terapêutico?”, pergunta Fernanda.

Já lá vão três anos de leituras, “todas as noites, de segunda à sexta-feira. Não vamos aos sábados, domingos e feriados, exceto na noite de Natal,” e a Associação Nuvem Vitória já ultrapassou “a barreira dos 500 voluntários. Estamos em Braga, Porto, Leiria, Vila Franca de Xira, Alcoitão e no Hospital de Santa Maria em Lisboa.” Além disso, os voluntários também lêem histórias em instituições que acolhem crianças, e vão abrir brevemente parcerias em Almada e Campolide, num novo projeto piloto.

Atualmente, a associação orienta ainda formações sobre “como ler histórias de embalar, aos pais, porque parece que desaprendemos todos esta tarefa. É um sucesso!” O feedback é muito positivo e existem outras formações dirigidas aos próprios voluntários. São eles, os voluntários, “a sustentabilidade da nossa associação, porque não conseguimos viver apenas dos donativos.”

Ao longo dos anos, Fernanda tem aprendido muito sobre o sono e o efeito da hora do conto com os especialistas da ‘Nuvem’. Conta-nos que “dormir é o meu desporto favorito”. E este livro é o resultado dessa longa partilha de palavras com a almofada. “O livro está construído com base em tudo o que eu aprendi nestes últimos três anos a trabalhar a matéria do sono e do adormecer,” explica.

Conheceu Sérgio Condeço, “curiosamente no âmbito de uma exposição chamada ‘Vitória’,” onde viu um desenho de um gato que adorou. “Disse ‘quem me dera ter estes gatos num livro meu, e o livro saiu naturalmente.”

‘Porque não dormem os gatos?’ é um livro onde “a ilustração ocupa 70% da comunicação e o que está escrito ocupa 30%, porque o mais importante é os miúdos entrarem neste universo mágico onde, tal como eles, os gatos estão quase a dormir.” Foi exatamente pensado para a hora do conto, na medida em que “é para ler à noite, fechas os olhos, fazes como o gato, contas ratinhos para adormecer em vez de carneirinhos…” A história é curta porque “é uma das coisas que as crianças gostam: a rotina do ‘outra vez’,” com o convite aos pais de lerem de novo uma história curta.

Devido à experiência na ‘Nuvem’, e como todos os voluntários entram em dupla para a hora do conto, este livro é para ser lido a duas vozes: “a voz do narrador que pergunta por que é que os gatos não dormem e os gatos que respondem por que é que não dormem.” Este é um momento muito importante, o momento em que a história de embalar é a boa desculpa para desligar o televisor, o telemóvel… “porque, às vezes, os pais também precisam de ajuda.”

“É um livro divertido que ensina a parte do sono já fora da história, com as 10 regras do sono, e mais uma que é ‘ler uma história antes de adormecer’, algo que não está incutido nas rotinas do sono mas devia,” explica Fernanda. A 11ª regra “cria um vínculo emocional entre quem está a ler e quem está a receber a história,”, além de estimular intelectualmente a criança, em termos de vocabulário, e de ter um efeito sedativo, tão importante para uma noite bem dormida.

Por que não dormem os gatos?, por Fernanda Freitas Fernanda-Freitas

Um livro de Fernanda Freitas. Lançado em setembro 2019.