Rui Maria Pêgo Avenida Q

Avenida Q. Terça-feira vou ao teatro.

A nova temporada do “mais genial, absurdo, irreverente, inapropriado, saudosista, mágico (…) e inesquecível espectáculo da história da Broadway” começa a 15 de Julho. E eu vou estar lá, na véspera, na antestreia, cheia de curiosidade para (re)ver esta peça, quase três anos depois. Baseado no musical ‘Avenue Q’, que estreou na Broadway em 2003, a peça foi atualizada e estou expectante para assistir à forma como serão abordados temas sociais importantes do quotidiano. O desafio é, por meio de gargalhadas e bom humor, levar o público a reflectir sobre alguns dos assuntos que nos afetam a todos.

Por isso, mantendo a distância e as regras de segurança, lá estará a família Pêgo em peso, no Teatro Maria Matos, para ver este conjunto brilhante de atores a trabalhar para a geração 2.0. Entre eles, o meu filho. Desta vez, sou eu na plateia, ele no palco. Empenhado, sempre, e cada vez mais maduro no seu talento. Estou a contar os dias até terça-feira.

Graça, mãe de Tahinara - SIC, Júlia

O abraço

Graça foi surpreendida pela recetora dos órgãos da filha: "Já não tenho horas para voltar para casa para me ligar a uma máquina".

Jn - Mãe sozinha com filho com autismo em Mirandela

A notícia de Mirandela

Quando o que, me faz sentido numa comunidade, é exatamente o oposto: em situações extraordinárias, como é o caso de pandemia, agir de forma extraordinária. Estar atento aos mais desvalidos. É...

Mohammed Bin Rashid Library, Dubai, Dia Mundial das Bibliotecas

Dia Mundial das Bibliotecas

Leio imenso nos bastidores e nos estúdios. Os livros tranquilizam-nos as ideias, tornando-as mais claras e nítidas. Os livros dão mundo, como sabemos. E hoje, Dia Mundial das Bibliotecas, partilho...

Casal - Confinamento

Amor em confinamento

Há dias, quando escrevemos aqui sobre a explosão de divórcios no pós-confinamento, recebi o comentário discordante de uma senhora: "Para mim o confinamento, uniu-nos ainda mais". Chama-se Mara e...

Artigo no JN

Leituras

"Sempre no ativo durante a quarentena, apresentadora voltou a fazer rádio, sem nunca perder a liderança das tardes televisivas" - Leituras no JN